Crie sua loja virtual com as tendências em 2021

A pandemia causada pelo novo coronavírus desde 2020 acelerou em até dois anos a adoção de e-commerces. Isso nos mostra que cada vez mais empresas se tornarão uma plataforma de vendas online, muito antes do esperado.

As tendências do e-commerce referem-se àqueles elementos que, neste momento, já foram incorporados ao negócio e que agora podem ser os diferenciais que qualquer loja online pode colocar em prática.

7 Tendências do e-commerce que precisam ser aplicados na loja virtual em 2021

As tendências são as alternativas que podem ser agregadas aos esforços do e-commerce para encontrar formas melhores e mais eficientes de atingir seu público, encantá-lo e, claro, satisfazê-lo.

1. Lojas virtuais interativas

Dentro do aspecto digital, mais especificamente no Marketing de Conteúdo, existe um tipo de material que gera mais engajamento do que qualquer outro: é o que conhecemos como conteúdo interativo.

Esse conteúdo dá ao usuário a possibilidade de descobrir informações relevantes à medida que participa ativamente do conteúdo.

Nesse sentido, as lojas virtuais interativas são uma das tendências do e-commerce, pois permitem ao cliente potencial uma troca real e tangível de ações e respostas.

2. Pesquisa por voz

Cada vez mais pessoas têm um assistente virtual em casa, como o Google Assistant ou a Alexa. Até 2025, espera-se que 75% das famílias dos Estados Unidos tenham um, de acordo com a Loop Ventures.

Com isso, surge a grande oportunidade de trabalhar com essas tecnologias para fazer com que o seu e-commerce apareça nos resultados desse tipo de pesquisa.

3. Hiperpersonalização

É comum pensar que as pequenas lojas de e-commerce não têm capacidade de analisar os dados gerados pelo seu site, mas, graças a tecnologias como IA e Big Data, cada vez mais PMEs podem acessar esses serviços e entender o que seu público deseja comprar quando acessa sua loja virtual.

Esses detalhes são o elemento diferenciador que permite que você interaja e transforme esses potenciais clientes em clientes lucrativos.

4. Boas práticas de SEO

Um dos segredos para fazer negócios na internet é saber como se posicionar nos sites de busca. Nesse sentido, o SEO para e-commerce foi desde o início (e continuará sendo por muito tempo) a pedra angular das tendências do e-commerce.

Esse desempenho é fundamental para gerar oportunidades de negócios na internet, por isso, é importante verificar se tudo está funcionando como deveria.

5. Métodos de pagamento diversificados

Incorporar métodos alternativos de pagamento, como Pix, PayPal, Apple Pay ou inclusive criptomoedas, será uma atividade cada vez mais comum no e-commerce.

Isso reduzirá as informações necessárias para proceder com os pagamentos, uma vez que, com as informações de faturamento e envio, as etapas do checkout podem ser eliminadas, proporcionando melhores experiências de compra.

6. Assinatura como modelo de negócio

Com certeza você sabe que muitas grandes empresas oferecem modelos de assinatura de seus produtos e serviços, como PlayStation, Apple, Amazon, entre muitas outras.

Graças a esse tipo de negócio, é muito mais fácil prever as necessidades dos usuários e ajustar os produtos e serviços.

7. Chatbots

Os chatbots estão por toda parte e sua eficácia é inegável. As PMEs agora podem, com um investimento moderado, adicionar essa tecnologia aos seus sites para oferecer experiências mais agradáveis ​​e personalizadas.

Esse tipo de ferramenta foi pensado para ler e responder às necessidades dos usuários em segundos e, assim, proporcionar-lhes um serviço de conversão e fidelização mais interativo, pessoal e eficaz.

E onde criar loja virtual com todas essas tendências? A W2 Websites conta com profissionais qualificados, que conhece tudo de tecnologia e vai te ajudar nesse processo, desde a fase inicial do seu e-commerce, até a aplicação dessas novas plataformas que vão ajudar no crescimento do seu comércio online.